Datacom
21/09/2021
Servidores OCP: Alta performance, código aberto e modularidade para seu Datacenter

Por Jairo Neto – Gerente de Contas e Douglas Cruz – Engenheiro de Vendas

Além de demandar equipamentos de redes de alta capacidade de comutação, o mercado de tecnologia também demanda servidores com alto poder de processamento e armazenamento. Atenta à necessidade dos clientes a Datacom desenvolveu e trouxe para o seu portfólio o servidor DM-SV01.

Trata-se de um servidor com design baseado nos conceitos OCP (Open Compute Project), que traz diversas otimizações em termos de consumo de potência e também uma significativa simplificação na parte de operação do Datacenter.

 

Mas o que é exatamente OCP?

O Open Compute Project (OCP) é uma comunidade colaborativa focada no redesenho de hardwares para que suportem com eficiência as demandas crescentes na infraestrutura de computação.

Em 2009, o Facebook iniciou um projeto para redesenhar seus Datacenters buscando redução de custos e consumo de energia. Uma pequena equipe de engenheiros passou dois anos projetando uma nova geração de Datacenters, obtendo uma redução de 38% em termos de consumo de energia e uma redução de 24% nos custos operacionais em comparação com as instalações anteriores da empresa.

Em 2011, o Facebook compartilhou seus projetos com o lançamento do Open Compute Project Foundation. Com isso os membros fundadores da iniciativa esperavam criar um movimento do mercado de desenvolvimento de hardware, que trouxesse a criatividade e a colaboração dos players assim como já acontece nas iniciativas de software aberto. Desde então o OCP vem ganhando aliados de peso e consequentemente popularidade no mercado. Nos dias atuais, os conceitos OCP já estão bem estabelecidos nos Datacenters ao redor do mundo todo.

Em resumo, podemos dizer que as principais vantagens desta arquitetura são:

– Facilidade de instalação: Apresenta um design modular e de fácil manutenção.

– Ciclos de vida independentes: Sistema modular de alimentação, armazenamento e processamento, permitindo a evolução sem a necessidade de troca de um servidor inteiro.

– Economia de energia: Design otimizado para dissipação de potência, reduzindo o consumo significativamente.

 

 

DM-SV01 – Servidor OCP Datacom

A Datacom desde a sua fundação, em 1998, sempre teve seu foco no desenvolvimento de produtos e soluções tecnológicas com alto valor agregado. O investimento constante e crescente em P&D é uma marca em sua história e principalmente uma diretriz que sustenta as ações do dia a dia.

Conforme será visto nos próximos parágrafos, o servidor DM-SV01 representa muito bem esta excelência empregada nos nossos projetos e processos de fabricação (Veja o processo de fabricação do servidor neste link).

 

 

Processador

O DM-SV01opera com dois processadores baseado na linha de AMD EPYC™.

Com opções de 8 a 64 cores, os AMD EPYC™ são os processadores mais avançados no mercado. Sistemas baseados nesta família são o número 1 em diversos benchmarks e apresentam desempenho superior em aplicações como: computação em nuvem, infraestrutura definida por software, computação de alto desempenho, análise de dados, entre outras.

Além disso, através de sistemas de criptografia embarcados no hardware, os AMD EPYC entregam também uma série de funcionalidades voltadas para implementação de sistemas com alta segurança.

Server Benchmark

 

Memória
O DM-SV01 pode chegar até 4TB de memória RAM, pois possui 8 slots de memória por processador, que permitem ser equipados com pentes RAM DDR4 de velocidade 3200MT/s.

DM-SV01 sem o duto de ventilação

 

Armazenamento

O armazenamento é 100% Flash. O DM-SV01 possui um disco M.2 NVMe de 256GB ou 512GB embarcado para Boot, e também um módulo para até 4 discos SSDs E1.S, uma tecnologia de alto desempenho e que permite hot-swap.  

Além disso, o servidor pode ser equipado com até 3 placas PCIe x8 com capacidade para dois discos SSDs E1.S NVMe com 4TB cada.

Todo gerenciamento dos HDs são via software permitindo várias configurações de RAID e eliminando a controladora física como ponto único de falha.

 

Rede

O DM-SV01 aceita placas de interface de rede com 2x portas SFP28 de 25Gbit/s, 1 porta QSFP28 de 50Gbit/s ou 1x porta QSFP28 de 100Gbit/s.

As portas SFP e QSFP podem ser conectadas com cabos de cobre, sem a necessidade de módulos ópticos, reduzindo o custo e o consumo de energia.

 

Gerenciamento

O gerenciamento do sistema é feito através do OpenBMC (Projeto de Board Management Controller de código aberto).

O Servidor pode ser conectado à rede de gerenciamento do Datacenter através de uma porta Gigabit Ethernet no painel frontal ou via NC-SI através da interface OCP Mezzanine NIC para gerenciamento out-of-band.

 

Chassis 1904 para rack padrão 19”

Um dos grandes diferenciais do DM-SV01, é que além de poder ser instalado em três unidades a cada 20U em Racks OCP, opcionalmente pode ser instalado em Racks padrão 19" através do DM-SV Chassi 1904, que comporta 4 servidores em 4,5U de altura.

Seguindo o padrão OCP, o Chassis Datacom possui fontes centralizadas instaladas na parte traseira, entregando um barramento 12Vdc para os 4 slots dos servidores.

Os slots para os servidores DM-SV01 estão localizados na face frontal da mecânica, portanto os cabeamentos e manutenções são feitos no corredor frio.

Aplicações

Inicialmente criada para atender a demanda de grandes datacenters, os servidores OCP são aderentes a todas as empresas que precisam de capacidade computacional para seu negócio.

Com datacenters definidos por softwares, aumento de tecnologias IOT e Edge Computing, a aplicação deste conceito tem ganhado cada vez mais força em todo o mundo.

A receita gerada pela adoção de soluções por não-membros do conselho OCP em 2018 superou a previsão de 2017, atingindo US $ 2,56 bilhões. A previsão era de US $ 1,84 bilhão, com um crescimento ano a ano de 120%. E a projeção é a de que esses valores aumentem para US $ 10,7 bilhões em 2022.

 

Corporativo

Pensando em um ambiente corporativo onde o datacenter precisa de alta disponibilidade, é possível utilizar uma configuração de dois servidores para garantir redundância.

Para empresas que precisam de um grande volume de armazenamento (departamentos de engenharia, designer, desenvolvimento, entre outros) temos a opção de armazenamento externo com o JBOD (Just a Bunch of Discs), que são caixas de 24 e 60 discos mecânicos de 2,5’ ou 3,5’, e podem ser usadas como repositório ou transformadas em storages através de softwares de mercado (SDS).

Outro ponto de destaque é que o OCP estimula as empresas a montar data centers em um estilo DIY, considerando a possibilidade de se criar projetos de código aberto.

 

Telecom

Com valores de conexão caindo ano a ano e a demanda crescente por soluções que atendam o conceito de Edge Computing (baixíssima latência), uma alternativa para agregar valor ao portfólio é oferecer serviços de nuvem.

Com uma arquitetura de redundância total, escalabilidade e alto poder de processamento, os ISPs podem oferecer a seus clientes novos serviços, como por exemplo cloud computing, backup, máquinas virtuais, entre outros.

Para exemplificar o cenário descrito acima, está disponível no link a seguir um business case que nosso parceiro INT6 implementou na empresa Bitcom (Link para o estudo de caso).

 

Datacenters

A alternativa acima se aplica também para datacenters já que o conceito OCP reduz muitos custos e oferece uma maior eficiência energética quando você o compara às soluções de hardware proprietárias.

Para dúvidas e solicitação de proposta, entre em contato com a equipe comercial da Datacom. Estamos à disposição para lhe auxiliar na escolha do produto mais adequado à sua necessidade.

Para ficar informado sobre nossas novidades, inscreva-se também no nosso canal do YouTube, marque o recebimento de notificações e compartilhe o link nas suas redes sociais.

TAGS